Renault Megane R.S - Sangue Na Guelra
Carros|Março 2018
Renault Megane R.S - Sangue Na Guelra

história conta-se as-sim: corria o ano de 2003 quando a Re-nault decidiu introduzir a designação R.S. na família Mégane.

Miguel Rodrigues

De lá para cá, três gerações (incluindo a destas páginas) de um modelo que se foi tornando uma referência e um objeto de desejo para quem procura um verdadeiro desportivo, mas que possa ser utilizado como um carro dito normal.

Com entrada ao serviço prevista para maio, o Mégane R.S. vem, assim, engrandecer um segmento que vive um momento alto com o (recente) lançamento de alguns intérpretes de respeito, casos do Ford Focus RS, Hyundai i30 N, Honda Civic Type R, Peugeot 308 GTI ou o SEAT Leon Cupra.

CARÁCTER EXCLUSIVO

Aproveitando uma receita que não é nova, a Renault pegou na carroçaria de cinco portas, levou-a ao ginásio e, depois de uns pesos e alteres, saiu um Mégane carregadinho de músculo por dentro e por fora. Pormenores como a distância ao solo rebaixada em 5’’, face à versão GT, para-choques dianteiro com generosa entrada de ar e a característica lâmina F1, alargamento das cavas da rodas (60 mm à frente e 45 atrás), saída de ar laterais, defletor e difusor traseiros, e jantes de 18 ou 19 polegadas fazem da nova arma francesa um autêntico Rambo do asfalto.

articleRead

You can read up to 3 premium stories before you subscribe to Magzter GOLD

Log in, if you are already a subscriber

GoldLogo

Get unlimited access to thousands of curated premium stories, newspapers and 5,000+ magazines

READ THE ENTIRE ISSUE

Março 2018