Honda Jazz - Sinfonia Com Nota Dissonante
Carros|Março 2018
Honda Jazz - Sinfonia Com Nota Dissonante
Onovo Honda Jazz estreia o motor a gasolina 1.5 i-VTEC com 130 CV, afinando na orquestra anti Diesel dos mercados europeus. Mas o modelo que fomos conhecer a Roma também tem uma nota dissonante.
Jorge Flores

Onovo Jazz, modelo glo-bal e nuclear para a Honda, continua afi-nado com a indústria automóvel e a sua orquestra anti Diesel. Nesta evolução “2018”, o Jazz estreia o motor a gasolina 1.5 i-VTEC com 130 CV de potência e 155 Nm às 4.600 rpm de binário máximo, deixando, porém, escapar uma discreta nota dissonante, comparativamente com as tendências do segmento B: não optou por um bloco mais pequeno, caso do propulsor de 1.0 litro e três cilindros, disponível na marca japonesa.

O modelo que fomos conhecer a Roma, Itália, passa, deste modo, a contemplar duas motorizações a gasolina, uma vez que a gama continua a contar com a já conhecida versão 1.3 i-VTEC de 120 CV. Com o novo motor, o Jazz promete consumos na casa dos 5,4 l/100 km e emissões de CO2 de 124 g/ km, quando equipado com transmissão CVT (opcional) - 5,9 l/100 km e 133 g/km, respetivamente -, se a caixa for manual de seis velocidades.

articleRead

You can read up to 3 premium stories before you subscribe to Magzter GOLD

Log in, if you are already a subscriber

GoldLogo

Get unlimited access to thousands of curated premium stories, newspapers and 5,000+ magazines

READ THE ENTIRE ISSUE

Março 2018